Intervenção Precoce - Relatório Final de ano Lectivo - 2010-2011

14-07-2011 17:12

 

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIALONGA

EQUIPA DE INTERVENÇÃO PRECOCE

Relatório Final

2010/2011

Nome: Dinis Filipe Terceiro Rosa

Data de nascimento: 20/02/2008 Idade: 40 M

Situação Educativa: Creche

Estabelecimento de Educação: Creche da Casa do Povo de Vialonga

Perfil de funcionalidade

1. Actividade e participação

Em 06 de Maio/09, o Dinis é referenciado pela educadora de grupo da Casa do Povo de Vialonga à equipa de Intervenção Precoce, solicitado pelo Neuropediatra para estimulação na área de Motricidade.

Em 11/05/09, o Dinis começou a beneficiar de apoio, da Equipa de Intervenção Precoce, duas vezes por semana, num total de duas horas semanais, em articulação com a família e educadora de grupo, com objectivos específicos a desenvolver na área de motricidade global.

Em 16 de Junho fez avaliação de desenvolvimento, com a aplicação da Escala Growing Skills II. Observou-se um perfil ligeiramente abaixo da sua idade cronológica, sendo as suas áreas mais fracas as Capacidades Posturais Activas (10 M) e as áreas mais fortes a Manipulação, Fala e Linguagem e Autonomia (15 M). As áreas de Locomoção, Visão, Audição e Linguagem e Interacção Social estão dentro dos parâmetros para os 12 meses.

De acordo com a CIF-CJ, o Dinis apresenta dificuldades ligeiras na actividade e participação, relativamente à área de Mobilidade, em mudar as posições básicas do corpo, em manter a posição do corpo, em andar e em deslocar-se.

Na aprendizagem e aplicação de conhecimentos, usa 4 palavras com significado executa uma ordem simples. Bate palminhas, diz adeus acenando com a mão, imitando o adulto. Olha para uma imagem durante alguns segundos. Mostra compreender o nome de pessoas e objectos familiares. Rabisca de cá para lá e aponta objectos distantes. Mostra-se curioso e atento às pessoas.

2. Factores ambientais

Como factores ambientais são considerados a família, os técnicos de educação, a fisioterapeuta, como facilitadores substanciais.

O Dinis beneficia de acompanhamento da equipa de Intervenção Precoce, duas vezes por semana com um total de 2 horas.

Iniciou fisioterapia duas vezes por semana, pela fisioterapeuta da equipa de IP.

É acompanhado no Hospital D. Estefânia em consulta de Neurologia.

Esta família tem revelado uma grande coragem e empenho para conseguir perceber a problemática do Dinis, e também conseguir os recursos necessários para uma intervenção o mais precoce possível.

Tal como os pais, os avós são interessados e estão envolvidos no processo educativo do menino.

3. Funções do corpo

Conforme avaliação por referência à CIF e diagnóstico constante nos relatórios médicos, o Dinis tem uma doença/síndrome genético com complicações neurológicas muito complexo e raro, cujos contornos nosológicos e nomenclatura não estão ainda afixados, designando-se pela literatura médica como Leucoencefalopatia, calcificações e quistos cerebrais, (lesões supra e infra-tentoriais incluindo calcificações em toda a zona do cérebro. Embora as lesões estejam patentes em todo o seu cérebro, estas são mais exuberantes na parte direita do mesmo e junto ao globo ocular direito).

Embora o Dinis tenha evoluído em termos clínicos e neurológicos, predominou a hipertonia axial e do tronco e perturbação do equilíbrio. O desenvolvimento psicomotor está nos limites inferior do esperado para a idade.

As primeiras consequências registadas foram o atraso de crescimento intra-uterino, percentil corpo versus crânio discrepante (5-75), macrocefalia, um acentuado atraso motor, elevada hipertonia. O Dinis tem ainda uma acentuada descoordenação motora que se agrava pela e reduzida força e equilíbrio muscular, tem baixa visão no olho esquerdo e foi decretada em Outubro de 2009 a cegueira do olho direito. A sua doença ocular “microangiopatia da retina / síndrome de coat’s”, foi uma das consequência das lesões, que se caracteriza por ser uma enfermidade progressiva, com desenvolvimento anormal dos vasos que irrigam a retina e que provocam o descolamento total ou parcial, que no seu caso conduziram à cegueira do olho direito. Apresenta um défice grave nas funções sensoriais e dor, ao nível das funções da visão.

O Dinis continua em avaliação clínica.

Razões que determinam as NEE de carácter permanente/tipologia

O Dinis apresenta um défice grave nas funções sensoriais e dor, ao nível das funções da visão. Apresenta dificuldades ligeiras na actividade e participação, relativamente à área de Mobilidade, em mudar as posições básicas do corpo, em manter a posição do corpo, em andar e em deslocar-se.

Avaliação das medidas implementadas e medidas a propor

Medidas educativas implementadas:

O Dinis encontra-se ao abrigo do Decreto-Lei n.º 281/2009 de 6 de Outubro, beneficiando de apoio da Equipa Local de Intervenção Precoce e do Decreto-Lei 3/2008 de 7 de Janeiro, com as seguintes medidas:

Art.º 16º

a) Apoio pedagógico personalizado.

Art.º 17º de acordo com as alíneas a), b), c), e d)

a) Reforço das estratégias utilizadas no grupo de turma ao nível da organização do espaço e das actividades.

b) Estímulo e reforço de competências e aptidões envolvidas na aprendizagem;

c) Antecipação e reforço das aprendizagens e conteúdos a desenvolver no grupo;

d) Reforço e desenvolvimento de competências especificas.

Art.º 27º - Intervenção Precoce na Infância

Para além das medidas acima referidas beneficiou de:

Apoio prestado pela educadora de Intervenção Precoce, duas vezes por semana, com estratégias delineadas de acordo com as capacidades e necessidades da criança;

Intervenção prestada pela Fisioterapeuta, três vezes por semana;

Programação dos objectivos com base no programa “Portage”;

Avaliação com a Escala Growing Skill´s II, no Centro de Saúde da Póvoa;

Consulta de Oftalmologia genética, no Instituto Gama Pinto;

Consulta de Oftalmologia / Retina no Centro Cirúrgico de Coimbra;

Consulta de Oftalmologia genética em Barcelona;

Estudo Genético em Helsínquia e Manchester;

Consulta de Genética, Neurologia, Nutrição, Ortopedia e Fisiatra, no Hospital D. Estefânia;

Consulta de Gastrenterologia no Hospital São João do Porto;

Trabalho articulado entre todos os técnicos intervenientes no processo educativo da criança e a família;

Avaliação das medidas implementadas:

O Dinis apresenta uma evolução gradual e homogénea em todas as áreas de desenvolvimento.

De acordo com a avaliação do Plano Individual de Intervenção e programa e a avaliação de desenvolvimento Growing Skill´s II, mantém como áreas mais fortes a Linguagem e Cognição, sendo a área mais comprometida a área Motora.

O Dinis está uma criança mais confiante, embora mostre alguma insegurança nas deslocações do espaço-sala, principalmente quando participa em actividades que envolvem movimento ou dança.

Evoluiu significativamente na interacção com os seus pares e adultos. Está mais comunicativo, faz perguntas, toma iniciativa para brincar com os colegas.

Nas actividades que lhe são propostas, aceita de bom grado a participação e envolvimento de outras crianças. Por vezes, escolhe uma criança e propõe a sua participação ao educador.

Na Área da Socialização, O Dinis é uma criança que sabe muito bem mostrar aos outros o seu capricho, ora revela uma simpatia contagiante, de sorriso e gargalhada espontânea, ora mostra um rosto amuado. É um conquistador.

Consegue partilhar a atenção do adulto, brinca com os pares e mantém alguma reserva em partilhar brinquedos. É capaz de manifestar as suas preferências, faz escolhas. Quando é lembrado diz por favor e obrigado e ajuda nas tarefas domésticas.

No jogo, consegue chutar e atirar com a mão uma bola pequena. Mostra alguma relutância em esperar pela sua vez, manifestando o seu desagrado, apresenta cara de zanga ou amuo. Quando confrontado com amigos que estão tristes, não manifesta preocupação ou conforto.

Na Área Cognitiva, melhorou significativamente os tempos de atenção/concentração nas brincadeiras/actividades desenvolvidas individualmente e em contexto de grupo.

Consegue ouvir pequenas histórias e acompanhar/participar com o educador na exploração de imagens de acção. Faz perguntas, repete palavras novas e procura imagens de dimensão reduzida.

Identifica várias partes do corpo e nomeia as cores primárias e secundárias. Identifica os conceitos: grande/pequeno, em cima/em baixo, dentro/fora, vazio/cheio. Distingue comprido/curto, alto/baixo. Faz contagem e correspondência um a um, até ao número 6. Identifica e nomeia as formas geométricas (círculo, quadrado e triângulo.

Na Área da Linguagem, ao nível da linguagem receptiva, demonstra boas competências, segue ordens de 2 passos, compreende os verbos das gravuras e as funções dos objectos, segue instruções com preposições (em cima/em baixo, atrás/á frente), compreende negativos e adjectivos de tamanho.

No que se refere à Linguagem Expressiva, elabora frases simples, nomeia objectos e gravuras familiares e usa palavras interrogativas (o quê? Onde?). Nomeia várias partes do corpo, objectos, frutos, animais da quinta e selvagens.

Na Área Motora, ao nível da motricidade grosseira, o Dinis tem feito uma evolução gradual. Consegue andar e deslocar-se com movimentos rápidos. É capaz de parar e iniciar a marcha evitando obstáculos. Sobe e desce escadas acompanhado com 2 pés no mesmo degrau.

Está emergente o subir escadas sozinho, alternando os pés.

Na Motricidade Fina, revela mais interesse nas actividades gráficas e de desenho espontâneo. Elabora o círculo e imita linha vertical e horizontal (as linhas representadas, parecem abarcar todo o seu campo visual).

Constrói torres de 4 a 6 cubos, puzzles de 2/3 peças e jogos de encaixe, tipo lego. É capaz de fazer enfiamentos de contas grandes, dobra um papel pela metade, abre portas, rodando os puxadores e maçanetas. Consegue partir pedaços de plasticina e modela uma bola com, embora necessite do estímulo do educador.

Apresenta como competências emergentes a representação da figura humana (cabeça e pernas). Virar uma página de um livro.

Área de Independência Pessoal, relativamente à autonomia pessoal, no que se refere à Alimentação: come o 2.º prato, sozinho e é capaz de comer a sopa, entornando um pouco. Bebe por um copo, sem ajuda.

Na Higiene, o Dinis iniciou o controlo dos esfíncteres e tem feito uma boa adaptação ao bacio. Pede para ir à casa de banho, mas ainda se verificam alguns descuidos.

No Vestuário, despe meias, calções e descalça os sapatos.

Medidas a propor:

Propõe-se para o próximo ano lectivo:

· Transição do Plano Individual de Intervenção para Programa Educativo Individual;

· Continuidade do apoio pedagógico personalizado 2/3 vezes por semana, individualmente e/ou em grupo;

· Continuidade da Fisioterapia;

· Continuidade nas consultas de especialidade;

· Continuidade da consulta na UPI;

· Reavaliação com recurso à escala Growing Skills´II ou escala de desenvolvimento mental Ruth Griffiths.

· Articulação entre todos os técnicos envolvidos no processo educativo da criança.

· Trabalho articulado com a família.

· Acompanhamento da criança e família às consultas de Especialidade sempre que seja necessário.

—————

Voltar


Contacto

Paulo Rosa

http://www.facebook.com/domdodinis


Notícias

O Dinis e a Hipoterapia

23-12-2011 16:05
O Dinis teve a sua primeira experiência em Hipoterapia no passado dia 21-12-2011 no Centro Equestre da Leziria Grande em Vila Franca de Xira (www.celg.pt) A Equitação com Fins Terapêuticos é aplicada há muitos anos em crianças com disfunções neuromotoras a fim de complementar outras...

—————

Feliz Natal 2012

20-12-2011 21:37
Aos mais queridos amigos e familiares, a quem estamos gratos pelas mais diversas razões, pelo facto de terem estado sempre desse lado na qualidade de companheiros de viajem, e por terem de alguma forma contribuído para que este sorriso fosse ainda mais forte, enviamos este postal de Natal com...

—————

Ida a Coimbra - Dia 5 de Dezembro de 2011

05-12-2011 22:58
Meus amigos, anjos de todas as jornadas… é de facto uma bênção muito grande contar convosco e saber o quanto nos querem bem. Obrigada pelas orações, pela fé, pela força e pelo apoio… Deus ouviu-nos a todos: O Dr. Travassos disse que tudo estava a caminhar pelo bem…. Tem actividade isquemica...

—————

Os óculos do Dinis – 6 de Setembro – o dia da mudança

21-09-2011 15:33
Os meses de Agosto e Setembro reservaram-nos algumas surpresas. Umas boas, outras nem por isso, mas a nossa decisão de não desistir persiste e acabámos por fintar o destino ganhando algum tempo para pensar na próxima jogada. O nosso Dinis ao acompanhar o papá a uma consulta de oftalmologia, achou...

—————

Lançamento do Livro "O Dom do Dinis"

13-09-2011 20:06
Convidamos a todos os nossos amigos a darem uma expreitadela no link: http://www.alphabetum.pt/index.php?go=detalheautor&autor=15 de forma a poderem seguir de perto o lançamento do nosso livro"O Dom do Dinis". O Dom do Dinis vai agora, com o apoio da Alphabetum Editora, ser narrada e...

—————

Utilização de DAFOS

26-08-2011 22:30
Durante o mês de Setembro – Dr. Francesco Octavio - Fisioterapeuta Espanhol - Tivemos o privilégio de conhecer este excelente profissional do mundo da fisioterapia por intermédio da fisioterapeuta do Dinis, numa aula de mestrado na faculdade da Cruz Vermelha em Lisboa. Este excelente profissional...

—————

Noticias da última ida a Coimbra a 22/08/2011

26-08-2011 21:51
  Estas são as últimas novidades relativas à ida a Coimbra a 22 de Agosto. Foi a 25ª anestesia geral - a 18ª cirurgia oftalmológica. Foram três semanas a pensarmos neste dia, no diagnóstico que iríamos obter desta nossa ida e qual a forma de lidarmos com as noticias que tanto desejámos não...

—————

Possivel Cegueira Total - Uma sombra que julgámos controlada...o balde de água fria!

28-07-2011 01:46
Caros amigos, estas não são as melhores notícias. É com grande aperto no coração que me atrevo a tentar explicar o que me vai no coração e o que se sente perante um cenário tão cinzento como o que vivemos actualmente. Na semana de 15 de Julho, o Dinis deu inicio a um estado de inflamação no olho...

—————

Videos de Sessões de fisioterapia na praia / colónia de férias da Casa do Povo de Vialonga

14-07-2011 17:28
Estes são alguns momentos com a fisioterapeuta Carolina, que nos presenteou com algumas gravações do nosso guerreiro que até em tempo de colónia com a escolinha, não abriu mão da sua Carolina que o acompanhou para sessões de fisioterapia na praia (deve ser caso inédito fisioterapeuta na...

—————

Intervenção Precoce - Relatório Final de ano Lectivo - 2010-2011

14-07-2011 17:12
  AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIALONGA EQUIPA DE INTERVENÇÃO PRECOCE Relatório Final 2010/2011 Nome: Dinis Filipe Terceiro Rosa Data de nascimento: 20/02/2008 Idade: 40 M Situação Educativa: Creche Estabelecimento de Educação: Creche da Casa do Povo de Vialonga Perfil de funcionalidade 1....

—————